Post: 19 | Data: 18/12/2017 | Visitas: 18

Pelo placar de 8 a 3 Vereadores aprovam contas de ex-prefeito de Baixa Grande

Votada na manhã desta quarta-feira, 13 de dezembro de 2017, as contas da prefeitura de Baixa Grande, exercício de 2015, de autoria do então prefeito Pedro Lima Neto (PT), os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios – TCM, votaram contra a aprovação das mesmas e o parecer foi enviado a câmara sugerindo que os vereadores votassem pela reprovação.

 

Após leitura do parecer da comissão de justiça e fala de alguns parlamentares que defenderam a aprovação alegando que os motivos da reprovação foram por limite com pessoal, a votação foi secreta, após conferência obteve 8 votos pela aprovação das contas e 3 pela rejeição.

 

O ex-prefeito fez uso da Tribuna Livre, agradeceu aos vereadores que votaram pela aprovação e disse compreender também os que votaram pela reprovação, ele reconheceu que ouve erros por pequenas inobservâncias o que para ele não se caracteriza crimes. Sobre as multas ele disse que já somam 120 mil, disse fez um parcelamento dessas multas, e pagou R$ 18.050,57 de ressarcimento imputado pelo TCM.

No uso da tribuna livre os Vereadores Aloisio Queiroz (PMDB) e Humberto Suzart (PSB), disseram terem votado contra a aprovação das contas. Na justificativa o vereador Humberto, disse que as contas passaram pelos crives dos técnicos do tribunal de contas, que são profissionais capazes de dizer se as contas estão corretas ou não, os mesmo opinaram pela reprovação, fazendo necessário que a Câmara siga as instruções dadas pelo TCM. Disse que quando assumiu o mandato de vereador comprometeu a não fazer um mandato pela amizade e sim pela verdade e justiça. “Não estou aqui me representar e sim para representar o povo, vou fazer valer a minha vontade e sim exercer o papel de vereador com lealdade ao mandato confiado pelo povo, não entrarei e conchaves”. Frisou Humberto

Câmara de Vereadores de Baixa Grande - BA

Avenida dois de Julho, 999 - Centro

Legislativo Forte e Unido